sexta-feira, julho 20, 2018
HOT NOTÍCIAS

AFRIKA PATRIMONY : E surgiu o Maravilhoso Djembê !

AFRIKA PATRIMONY : E surgiu o Maravilhoso Djembê – Tambor de mil e uma vozes oriundo da África Ocidental !

Djembê (também chamado de djimbe, jembe, jenbe, yembe e sanbanyi) é um tipo de tambor originário de Guiné em África Ocidental. O instrumento é muito antigo e até hoje é importante nas culturas africanas, sobretudo na região mandingue. Os ferreiros foram os primeiros a construir o instrumento e tocavam-no apenas durante a fundição do minério de ferro que compreende os países Mali, Côte d’Ivoire, Burkina Fasso, Senegal e Guiné ; é usado pelo povo Maninke da África ocidental desde há cerca de 1300 anos e surgiu no Império do Mali.
O djembê é um instrumento musical de percussão (membranofone) que possui o corpo em forma de cálice e a pele tensionada na parte mais larga, que pode variar de 30 a 40 cm de diâmetro.

Execução

O som do djembê é obtido por percussão direta com as palmas das mãos. Devido à grande largura e ao formato do instrumento, é possível obter uma grande gama de sons diferentes. Próximo ao centro o som é grave e vibrante. Próximo ao aro é mais agudo (quase metálico). Nuances de som podem ser obtidas por um músico experiente, ao tocar com a palma das mãos ou as pontas dos dedos. Uma das mãos pode ainda ser usada para abafar a pele enquanto a outra a percute, o que produz variações de timbre entre as notas. O djembê é tocado com o músico sentado com o instrumento entre as pernas ou em pé. Nesse caso o tambor é sustentado por alças presas ao ombro e fica abaixo da cintura do executante. O formato de cálice permite que o músico se movimente livremente executando passos de dança enquanto toca.
O Djembê é um instrumento usado principalmente em casamentos, batizados, funerais, circuncisões e excisões. Músicas são reproduzidas durante a aração, semeadura e colheita, usado para rituais de acasalamento e até mesmo para resolver disputas entre os homens da aldeia.