sexta-feira, novembro 16, 2018
HOT NOTÍCIAS

CRITERIOS PARA SELEÇÃO – KORA AWARDS

A-PRINCÍPIOS E CATEGORIAS
PREÂMBULO
O que segue trata-se do gênero tal masculino como feminino. O uso do “masculino” neste documento é só para garantir um minimo de boa leitura e compreensão.

PRINCÍPIOS GERAIS
1 Qualquer artista tem liberdade para competir no KORA Awards:
1.1 / uma vez que cumpre os critérios listados na seção “Candidatura”.
1.2 / sob provável recomendação (mas não obrigatória) por uma empresa ou agência (gravadora, editora ou de mídias) de acordo total com o artista.
2 / Os documentos necessários são admissíveis pelos escritórios dos KORA Awards até 30 de maio do referido ano, afim que serem examinados pelo comitê de pré-seleção KORA no mês de junho, no termo do qual vai ser publicada a lista dos “nomeados”.
Em seguinte, o júri dos KORA vai prosseguir a análise dos documentos daqueles nomeados um dia antes da cerimônia real em novembro. Em mais, algumas categorias estão sujeitas ao voto do público de
rádio / televisão.
CATEGORIAS
# Categorias consideradas pelo Comitê de Pré-seleção e, em seguida, pelo Júri:
– Melhor Artista Feminina da África do Norte
– Melhor Artista Masculino da África do Norte
– Melhor Artista Feminina da África Oriental
– Melhor Artista Masculino da África Oriental
– Melhor Artista Feminina da África Austral
– Melhor Artista Masculino da África Austral
– Melhor Artista Feminina da África Ocidental
– Melhor Artista Masculino da África Ocidental
– Melhor Artista Feminina da África Central
– Melhor Artista Masculino da África Central
– Melhor Artista Feminina da África do Norte
– Melhor Artista Masculino da África do Norte
– Melhor Artista da Diáspora (Caribe e Europa)
– Melhor Artista / Grupo Africano
– Melhor Promissor Africano
– Melhor Promissora Feminina Africana
– Melhor Promissor Masculino Africano
– Melhor Gospel Feminina
– Melhor Gospel Masculino
– Melhor Grupo Gospel
– Melhor Músico do Ano
– Melhor Artista Tradicional Africano
– Melhor Grupo Africano Tradicional
– Melhor Arranjador Africano
– Melhor Realização de vídeo da Diáspora (EUA)
– Melhor Realização de vídeo Africano
– Melhor Artista Feminina da Diáspora (EUA)
– Melhor Artista Masculino da Diáspora (EUA)
– Lifetime Achievement Award (Artista do continente ou da Diáspora)
– Troféu entregado a um político Lendário do Continente (Africain Legendary Award)
#Categorias sujeitas ao veredicto do público: todos os vencedores das categorias regionais
– Melhor Artista Feminina do Ano do Continente
– Melhor Artista Masculino do Ano do Continente
#Categorias determinadas pelo Comitê Permanente do Júri
– Prêmio Especial do Júri
– Revelação do Ano
B- CANDIDATURAS
Por cada nomeaçao, o artista (ou a sua agência representadora) tem que fornecer os documentos seguintes, no mais tardar até 30 de Junho (data de recepção) do ano dos Troféus:
– 1 vídeo beta SP do título escolhido por ele mesmo o mais representativo da sua obra, produzido entre o 1eiro de Janeiro do ano precedendo aquele da cerimônia, e que nunca ter competido no KORA;
– 6 CD (para a promoção rádio);
– 2 Fotos;
– 1 Biografia em Português, Inglês e Francês;
– O formulário (anexado à declaração) devidamente preenchido, ou qualquer outro documento declarando totalmente e absolutamente, sob pena de rejeição:
O nome do artista ou grupo
Caso for Grupo, o número de membros originários de África, se não o país de origem;
O título da obra (bem como o seu número de aparição no vídeo ao compilar)
– A menção “Música Tradicional” se for o caso;
– Os nomes, endereço, Telefone e Fax (endereço e-mail) do expedidor.
OBSERVAÇÕES IMPORTANTES
Devido ao número constantemente crescente das candidaturas:
– O vídeo tornará a ser o único elemento submetido à análise do Júri, razão pela qual tem que ser de boa qualidade tão visual como sonora. Os CD serão usados apenas só para a promoção dos finalistas.
– Os escritórios dos KORA reserva-se o direito de só considerar os 7 primeiros minutos das obras tradicionais, e os primeiros 5 para os outros; entao é da responsabilidade do artista reduzir (por montagem de extratos) o seu trabalho conforme isso.
– Serão admissíveis na categoria “Grupos Africanos” os grupos com pelo menos a metade dos membros tendo uma nacionalidade do Continente Africano.
– Não será admitido como “grupo” tudo conjunto incluindo: o nome que não é aquele do solista principal (cantor ou alguma combinação, onde poderia se encontrar o nome do solista principal (exceto no caso de duetos, trios, quattuor, etc … solistas).
– A valorização do solista obscurece parcialmente os outros membros, pois beneficiam entre eles de uma valorização quase igual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*